Latest Posts

- Advertisement -
Click News

Latest Tweets

CulturaDestaqueGeral

Vereadora Sabrina Garcez promove audiência pública com setor cultural sobre sede da Alego

Foto: Divulgação

A vereadora Sabrina Garcez pediu  em uma audiência pública, para que artistas, produtores e entidades do setor, se organizem para uma mobilização nas próximas semanas com objetivo de sedimentar a entrega do antigo prédio da Assembleia Legislativa para a cultura goianiense.

A audiência que aconteceu nesta sexta-feira (18), contou com a participação em peso de representantes importantes do setor cultural, Sabrina observou que, além do desafio de confirmar essa entrega, é preciso fazer o Palácio da Cultura funcionar. “Essa não é uma luta só do meu mandato, eu sou mais uma pra que a gente consiga alcançar esse objetivo, que, de fato, já está quase lá”.

O prefeito Rogério Cruz anunciou esta semana que o local onde por 60 anos funcionou o parlamento Goiano será transformado em Palácio da Cultura. Várias outras entidades e órgãos públicos também reivindicam o valioso endereço ao lado do Bosque dos Buritis.

Projetado por Eurico Calixto de Godoi e Elder Rocha Lima, o antigo edifício da Alego é um ícone da arquitetura moderna brasileira. Pode ganhar valor e significado ainda maiores abrigando e oferecendo cultura ao goianiense, na opinião de Sabrina. Há mais de um ano, a parlamentar luta para concretizar essa proposta.

“Além da arquitetura e da localização central, o local dispõe de auditório e muitas salas que permitirão reunir uma série de atividades, se transformando em atração e referência para a capital”, exalta Sabrina.

Para a vereadora, a  Câmara Municipal funciona como um elo para fazer as discussões e facilitar a conversa entre população e o poder executivo. “Foi nesse sentido que eu propus essa audiência, para reforçar essa necessidade, garantir a entrega do prédio para a cultura e discutir qual a melhor forma de ocupar o espaço, que é de todos nós”, comentou ela.

O secretário municipal de Cultura, Zander Fábio, revelou a intenção de levar para o prédio todas as instituições da Cultura, unificando-as, inclusive possibilitando economia de cerca de R$ 300 mil mensais. Já o presidente do Instituto Histórico e Geográfico, Jales Guedes, parabenizou a destinação da antiga Alego para ser um Espaço Cultural, evidenciando seu anseio para que a destinação seja concretizada.

Também participaram  nomes importantes do setor cultural goianiense, como o maestro Eliseu Ferreira, da Orquestra Sinfônica de Goiânia; o presidente do Sindicato dos Músicos de Goiás, Moka Nascimento; a diretora da Orquestra Filarmônica de Goiás, Laíde Magalhães; a presidente da Comissão Goiana do Folclore, Izabel Signorelli; o presidente da Ordem dos Músicos do Brasil- Seção Goiás, Emerson Piazona; Edmar Carneiro, do Instituto Gustav Ritter; o superintendente de Secretaria de Direitos Humanos, Vitor Cadilac, representando a Associação Brasileira de Festivais Independentes (Festivais Vaca Amarela e Grita Goiânia); o fotógrafo cultural Nelson Silva Santos; a coordenadora da Feira das Minas, Pauline Arroyo; Regina Perri, representando o vereador Willian Veloso; professora Adriana Andraus, do Centro Livre de Artes, entre outros.

 

 

 

Da Redação do Click News
Mariana
the authorMariana

Deixe um comentário