Latest Posts

- Advertisement -
Click News

Latest Tweets

DestaquePolícia

Taxista reconhece Wanderson Mora, suspeito de três assassinatos, após corrida de Alexânia até Abadiânia

Wanderson Mota Protácio é suspeito de matar três pessoas em Corumbá de Goiás — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Um taxista que não quis se identificar diz que transportou o caseiro Wanderson Mota Protácio, de 21 anos, suspeito de matar três pessoas em Corumbá de Goiás, no Entorno do Distrito Federal. Ele conta que só se deu conta após terminar a viagem, de Alexânia até Abadiânia.

“Quando eu vi a foto, reconheci que era ele [passageiro]. Eu estou assustado até agora, recebi um livramento”, disse.

O taxista afirma que não sai mais de casa com medo de que Wanderson possa voltar. Ele evita sair de casa e tem feito poucas corridas, apenas para clientes antigos. Ele conta que estranhou a pressa do passageiro em viajar e também algumas contradições, mas que seguiu com a viagem.

“Quando eu deixei ele em Abadiânia, eu olhei o celular e vi que em um grupo de mensagem de alguns colegas já estavam com a foto do homem procurado. Eu reconheci e passei uns dez minutos assustado. Depois eu liguei para um amigo que é policial e disse o que tinha acontecido”, contou o taxista.

Durante a viagem, o suspeito não fez nenhum comentário, mas demonstrou nervosismo ao passarem próximo a carros da Polícia Militar.

“Tinha três ou quatro viaturas estacionadas lá. Ai ele comentou comigo, foi o único comentário que ele fez durante a viagem. Falou assim: ‘Uai, tem muita polícia na rua, né?’. Eu falei: ‘Não, o pessoal sempre fica aí tomando um cafezinho’”,completou.

Ranieri Aranha, Geysa Aranha (filha de Ranieri) e Roberto Clemente, mortos em Corumbá de Goiás — Foto: Montagem/g1

Ranieri Aranha, Geysa Aranha (filha de Ranieri) e Roberto Clemente, mortos em Corumbá de Goiás — Foto: Montagem/g1

Segundo as investigações, no dia 28, Wanderson matou a sua esposa, Ranieri Aranha, que estava grávida, a enteada Geysa Aranha, e o fazendeiro Roberto Clemente. Ele ainda tentou estuprar e baleou a esposa do proprietário rural. Ele, então, a baleou no ombro, pegou uma caminhonete do fazendeiro e fugiu. O carro foi encontrado abandonado na GO-225, ainda em Corumbá de Goiás.

O suspeito, então, foi até Alexânia, onde tem parentes. No dia 29, pegou um táxi na cidade até Abadiânia. A polícia acredita que ele esteja escondido na zona rural do município.

Da Redação do Click News, com G1 GO
Mariana
the authorMariana

Deixe um comentário