Latest Posts

- Advertisement -
Click News

Latest Tweets

DestaqueGeral

Tapetes no feriado de Corpus Christi: entenda esta tradição

Foto: Ane Souz/ Prefeitura Municipal de Ouro Preto
Tapetes de serragem são tradição nas comemorações de Corpus Christi —

 

Fiéis confeccionam símbolo da festa católica com serragem, sal colorido e até borra de café.

Corpus Christi – feriado em que é celebrado o Corpo de Cristo, simbolizado na missa católica pela hóstia – é comemorado em várias cidades brasileiras através dos tapetes de serragem. Neles, os fiéis “desenham” cálices, pães e vinhos, que lembram o sacramento da comunhão.

Mas de onde vem essa tradição? Como os tapetes são feitos? Onde eles são colocados? Tire estas dúvidas a seguir.

Origem e significado

Os tapetes de Corpus Christi têm origem portuguesa. Elas chegaram ao Brasil na época da colonização.

Para a Igreja Católica, a prática remete à acolhida de Jesus em Jerusalém, “quando as pessoas cobriram as ruas de ramos e mantos para a passagem do Messias”, como explicou a Arquidiocese de Belo Horizonte.

“Os tapetes integram o trajeto da procissão com o Santíssimo Sacramento, que para os católicos é a presença de Jesus no Pão Eucarístico”.

Tapetes simbolizam o sacramento da comunhão — Foto: Redes sociais

Tapetes simbolizam o sacramento da comunhão — Foto: Redes sociais

Material

Tradicionalmente os tapetes são feitos de serragem e de sal colorido, mas hoje, os fiéis também usam materiais diversos, como borra de café, areia, cascas de ovos e flores.

Os tapetes não saem do lugar: normalmente são feitos desenhos no próprio chão, que depois são preenchidos com esses materiais, compondo os tapetes.

Fiéis usam materiais diversos para confeccionar os tapetes, como serragem, borra de café e flores. — Foto: Edijan Del Santo/EPTV

Fiéis usam materiais diversos para confeccionar os tapetes, como serragem, borra de café e flores. — Foto: Edijan Del Santo/EPTV

Procissões

Os tapetes são confeccionados ainda na madrugada para que que fiquem prontos a tempo das procissões com o “Corpo de Cristo”, que simboliza o sacramento da comunhão.

Os fiéis passam por cima dos tapetes no trajeto definido para a procissão. São eles que sinalizam o percurso da procissão.

Procissão de Corpus Christi em Ouro Preto — Foto: Prefeitura de Ouro Preto/Divulgação

Procissão de Corpus Christi em Ouro Preto — Foto: Prefeitura de Ouro Preto/Divulgação

Temas

É muito comum haver temas para os tapetes. Neste ano, por exemplo, a Arquidiocese de Belo Horizonte escolheu o tema “Fome e Eucaristia“.

Como ele será adotado na Catedral Cristo Rei, que é a Igreja-Matriz da Arquidiocese de BH, inspira outras igrejas – as procissões de Santa Luzia e Lagoa Santa, na Grande BH, por exemplo, também escolheram a temática da fome.

Na Catedral Cristo Rei, ao lado do tapete, formando um corredor, estarão alguns donativos que serão destinados às famílias mais pobres, seja via cestas básicas ou refeições preparadas na própria Catedral , no projeto “Dai-lhes vós mesmos de comer”.

Em Sabará, no auge da pandemia em 2020, muitos tapetes trouxeram mensagens de fé, como “vai passar”.

'Vai passar, tenha fé' foi a mensagem passada pelos moradores de Sabará no auge da pandemia, em 2020. — Foto: Flávia Cristini/TV Globo

‘Vai passar, tenha fé’ foi a mensagem passada pelos moradores de Sabará no auge da pandemia, em 2020. — Foto: Flávia Cristini/TV Globo

Tradição

Os tapetes de serragens são muito comuns nas cidades históricas de Minas Gerais como Ouro Preto, na Região Central, e Sabará, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Cidades menores também já adotaram a tradição.

Tapetes marcam percurso da procissão no Corpus Christi — Foto: Daniela Lopes/TV Vanguarda

Tapetes marcam percurso da procissão no Corpus Christi — Foto: Daniela Lopes/TV Vanguarda

Programação em MG

Veja abaixo a programação do Corpus Christi em algumas cidades mineiras:

Igreja São José, em Belo Horizonte

As missas acontecerão, nesta quinta-feira, às 7h, 8h30, 10h e 11h30, sendo esta última com adoração ao Santíssimo e procissão pelos tapetes no adro da Igreja.

  • Veja aqui a programação completa na Arquidiocese de Belo Horizonte

Ouro Preto

Nesta quinta-feira (16), a partir das 7h, missa na Basílica de Nossa Senhora do Pilar, seguida de procissão com o Santíssimo Sacramento até a Igreja de Nossa Senhora das Mercês e Perdões.

Trajeto: Basílica de Nossa Senhora do Pilar, Praça Américo Lopes (parte de baixo), Praça Juvenal Santos, Praça Barão do Rio Branco (lado direito), Rua Diogo de Vasconcelos, Praça Cesário Alvim (Bênção no Coreto da Estação), Rua dos Inconfidentes, Praça Amadeu Barbosa (Bênção no Cruzeiro), Rua Antônio Martins, Rua Felipe dos Santos, Rua das Mercês, Igreja de Nossa Senhora das Mercês e Perdões.

Sabará

Nesta quinta-feira (16), a partir das 8h, acontecerá a Missa Campal no adro da Igreja Nossa Senhora do Rosário, na Praça Melo Viana, no Centro. Em aseguida, os fiéis seguirão em procissão até a Igreja Nossa Senhora da Conceição, no bairro Siderúrgica, onde receberão a bênção final.

Trajeto: ruas Dom Pedro II, Comendador Viana, do Carmo e Marquês de Sapucaí, chegando na Praça Getúlio Vargas (Praça da Matriz).

Por Thais Pimentel, g1 Minas

Deixe um comentário