Latest Posts

- Advertisement -
Click News

Latest Tweets

DestaqueSaúde

SES comemora, hoje, o  Dia Internacional da Medicina Integrativa.

Secretaria de Estado da Saúde disponibiliza práticas de acupuntura, auriculoterapia, fitoterapia e terapia de florais no Centro Estadual de Referência em Medicina Integrativa e Complementar – Cremic
(Foto: SES)
“Os resultados de diminuição de internação e de mortalidade relacionados às práticas integrativas são interessantes, levando-se em consideração ainda o baixo custo desses recursos”, considera o secretário de Estado da Saúde, Sérgio Vencio

Dia 23 de janeiro é comemorado o Dia Internacional da Medicina Integrativa, prática que traz abordagens terapêuticas interdisciplinares, introduzindo terapias alternativas com resultados comprovados. As práticas da medicina integrativa buscam a prevenção de doenças e a recuperação da saúde, com ênfase na escuta acolhedora, no desenvolvimento do vínculo terapêutico e na integração do ser humano com o meio ambiente e a sociedade.

Segundo o secretário de Estado da Saúde, Sérgio Vencio, o plano é ampliar o acesso às práticas em unidades hospitalares e policlínicas de Goiás. “Os resultados de diminuição de internação e de mortalidade relacionados às práticas integrativas são interessantes, levando-se em consideração ainda o baixo custo desses recursos”, considera.

Em Goiás, o serviço é oferecido, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES),  no Centro Estadual de Referência em Medicina Integrativa e Complementar (Cremic).  Apenas em 2022, foram realizados 41.448 procedimentos do tipo que incluem acupuntura, auriculoterapia, fitoterapia e terapia de florais, dentre outros.

A unidade de saúde ambulatorial de média complexidade iniciou suas atividades em 1986 e conta hoje com 144 servidores. A equipe multidisciplinar é composta por médicos (acupunturistas, fitoterapeutas e homeopatas), enfermeiros, farmacêuticos, fisioterapeutas, psicólogos, assistentes sociais, nutricionista, terapeuta ocupacional, biólogo, entre outros.

O Cremic, oferece mais de 10 práticas integrativas e complementares (PICs) como terapia comunitária integrativa, terapia de florais, acupuntura, reiki, moxaterapia, meditação, cromoterapia, práticas corporais, auriculoterapia, aromaterapia, fitoterapia, homeopatia, ventosaterapia e osteopatia.

A unidade de saúde possui um laboratório de manipulação para produção de medicamentos homeopáticos, fitoterápicos e florais de Bach. Também produz o complexo homeopático contra a dengue, que promove o controle da gravidade e intensidade dos sintomas e diminui os riscos das complicações hemorrágicas da doença. No horto da unidade, cultivam-se 14 espécies de plantas medicinais e 13 de plantas alimentícias não convencionais.

Além disso a unidade é hoje campo de estágio na área da saúde, recebendo alunos dos cursos de Medicina e Farmácia. Recebe também visitas técnicas de municípios, estados, entidades públicas, filantrópicas e privadas de todo o Brasil. Desde setembro do ano passado, em parceria com Universidade Federal de Goiás (UFG), o Cremic oferece teleconsultoria em fitoterapia. Pelo novo meio de comunicação, médicos especialistas esclarecem dúvidas de profissionais de saúde das unidades básicas de saúde.

O acesso ao Cremic é de abrangência estadual, alcançando os 246 municípios goianos. A unidade é para usuários de todas as idades, com agendamentos realizados pela Central de Regulação Estadual (CRE), por meio da disponibilização de vagas de primeiras consultas aos municípios.

O usuário deve procurar uma Unidade Básica de Saúde (UBS) – posto de saúde, Cais ou Ciams – de seu município de residência. Em seguida, passar por uma consulta e solicitar encaminhamento para consulta médica em especialidade de clínica médica, subespecialidade práticas integrativas e complementares.

 

 

 

 

Da Redação do Click News
Fonte: Secretaria de Estado da Saúde

Mariana
the authorMariana

Deixe um comentário