Latest Posts

- Advertisement -
Click News

Latest Tweets

ArteDestaque

Revitalização do Martim Cererê custará R$ 330 mil e será iniciada neste semestre

(Foto: Divulgação)

Processo licitatório prevê a implantação de sistema de combate a incêndio e descargas elétricas, a impermeabilização e pintura dos teatros

 

O Governo de Goiás irá destinar R$180 mil para a reforma do Centro Cultural Martim Cererê. A obra, avaliada em mais de R$330 mil, contará ainda com Emenda Parlamentar no valor de R$150 mil e deve começar ainda neste semestre para oferecer mais qualidade às pessoas que frequentam o espaço e realizadores de eventos. O anúncio foi feito pelo governador Ronaldo Caiado (UB) em evento que aconteceu no Teatro Goiânia, nesta terça (5).

O processo licitatório prevê a implantação de sistema de combate a incêndio e descargas elétricas, a impermeabilização e pintura dos teatros Ygua e Pygua, bem como das demais áreas, a instalação e manutenção de aparelhos de ar-condicionado, entre outros.

O espaço já passou por revitalização em 2021. Naquela ocasião, passaram por obras as grades que cercam o centro, corrimãos e do portão de entrada, dos jardins e do pátio. Nos teatros Pyguá e Yguá, foram corrigidas infiltrações com impermeabilização dos camarins e das casas de máquinas e recuperação de peças elétricas. Na parte estrutural, foi realizada manutenção dos banheiros; organização do mobiliário, nas salas de administração, organização do depósito que passou a abrigar todos os equipamentos e refletores de iluminação cênica. Também aconteceu a manutenção do quadro de energia do Bar Karuá.

Martim Cererê

O Centro Cultural Martim Cererê foi inaugurado em 20 de outubro de 1988, no local das antigas caixas d’água da Empresa de Saneamento do Estado de Goiás (Saneago) que abasteciam o Setor Sul de Goiânia. Seu nome foi inspirado no livro homônimo do escritor Cassiano Ricardo, visto como uma síntese do Brasil.

A unidade da Secult GO possui três teatros: Yguá (“lugar de guardar água” em Xavante); Pygua (“caverna de água”) e o teatro de arena Ytakuá (buraco na pedra). Ela conta ainda com o bar Karuhá (“lugar de comer”), uma área aberta e a sala de administração.

Nos últimos anos o Martim Cererê foi berço de diversos festivais de música alternativa de Goiânia, como o Vaca Amarela e o Goiânia Noise. Hoje, o espaço recebe eventos de segmentos variados, com destaque para shows, exposições, mostras e feiras que reúnem pequenos empreendedores, como o Mercado das Coisas e a Feira das Minas.

Deixe um comentário