Latest Posts

- Advertisement -
Click News

Latest Tweets

DestaqueSaúde

Proporcionalmente, Aparecida de Goiânia é a cidade que mais abriu leitos para tratamento da Covid-19

Para o governador Ronaldo Caiado, a expansão da rede de atendimento para pacientes que necessitam de leitos críticos resulta de um “esforço enorme” da gestão estadual (Foto: Divulgação)

A Secretaria Estadual de Saúde (SES), divulgou dados que apontam Aparecida de Goiânia como a cidade que mais abriu leitos de UTI exclusivos para o tratamento da Covid-19 em Goiás, proporcionalmente  ao número de habitantes. Até o momento o município criou 141 Unidades de Tratamento Intensivo (UTI´s), ficando atrás apenas de Goiânia, com 258. Porém, considerando o número de habitantes, Aparecida tem 23,89 leitos de UTI Covid por 100 mil habitantes, enquanto no restante do estado a média geral é de 8. Na capital do estado, são 16,80 UTI´s a cada 100 mil moradores.

Em relação aos leitos de enfermaria para os pacientes com Covid-19, Aparecida de Goiânia implantou, até o presente momento, 125 vagas. São 21,18 enfermarias por 100 mil habitantes. Anápolis foi a campeã nesse quesito, tendo em vista que implantou 99 leitos, com média de 25,27 por 100 mil habitantes. No restante do estado, a média geral é de 8,06. Os dados foram calculados considerando as informações populacionais do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, Aparecida de Goiânia tem 141 leitos de UTI e 125 enfermarias exclusivas para tratamento da Covid-19 em pleno funcionamento. São 123 UTI’s no Hospital Municipal de Aparecida (Hmap) e 18 no Hospital Garavelo, unidade privada contratada pela Prefeitura. Já os leitos de enfermaria estão distribuídos da seguinte forma: 55 no Hmap, 40 no Hospital Garavelo e 30 no Centro Municipal de Especialidades. Ao longo da semana, mais 30 leitos de enfermaria no Hospital Santa Mônica, unidade privada contratada pela Prefeitura, devem entrar em funcionamento e em breve mais 15 de UTI no Hmap.

“Muitas vidas são salvas nesses leitos. Estou tremendamente preocupado com a força dessa segunda onda e a prioridade máxima para Aparecida de Goiânia é proteger sua população. Aqui, testamos em massa, isolamos e monitoramos os infectados e tratamos os enfermos com rigor científico e dedicação. Porém, nada disso surtirá efeito se a população não colaborar reforçando as medidas de higiene, distanciamento social e o uso correto das máscaras”, frisa o prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha.

“Neste momento, pela velocidade com que o quadro clínico dos doentes tem se agravado, alertamos a todas as pessoas que estiverem se sentindo mal que procurem, o quanto antes, sem precisar agendar antes, uma unidade de saúde. Pode ser uma das três UPA’s (Flamboyant, Buriti Sereno e Brasicon) ou uma das 40 UBS’s do município para uma avaliação profissional”, avisa Alessandro Magalhães, secretário de saúde.

 

 

Por Redação do Click News
Mariana
the authorMariana

Deixe um comentário