Latest Posts

- Advertisement -
Click News

Latest Tweets

DestaquePrefeitura de Goiânia

Prefeitura substitui árvores mortas na avenida Araguaia neste sábado, 05

(Foto: Divulgação)

“Árvores da cidade fazem parte da nossa história, são indispensáveis para o meio ambiente e precisam ser protegidas”, afirma presidente da Amma, Luan Alves

 

A Prefeitura de Goiânia, por meio da Agência Municipal de Meio Ambiente (Amma), realiza, neste sábado (05/03), substituição de três árvores mortas na Avenida Araguaia, no Setor Central. Localizadas entre as ruas 1 e 2, mangueira e dois oitizeiros foram mutilados criminosamente. Eles serão substituídos por novas mudas de aroeira-pimenteira e resedá, cercadas por grades de madeira, para assegurar proteção.

A Amma terá apoio da Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg) e da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Meio Ambiente (Dema), que pretende investigar infratores que realizam ações contra as árvores da capital.

A retirada será feita com um destocador, equipamento colocado em um trator, que tem a finalidade de remover o pedaço de tronco que ficou dentro da terra.

A Dema atuará no acompanhamento da ação dos órgãos municipais e receberá relatórios e pareceres técnicos, que vão embasar o processo de investigação do ato criminoso realizado contra as árvores, que se enquadra na Lei 9.605/1988. De acordo com o parágrafo 49 do documento, o ato de “Destruir, danificar, lesar ou maltratar, por qualquer modo ou meio, plantas de ornamentação de logradouros públicos ou em propriedade privada alheia resulta em detenção de três meses a um ano, ou multa, ou ambas as penas cumulativamente”.

Em caso de flagrante, a Amma pode aplicar a penalização do respectivo crime ambiental. A ação, dos três órgãos, será estendida a outras árvores mortas nas mesmas circunstâncias de mutilamento.

“É muito importante contar com a Dema neste caso, que precisa ser investigado e punido. As árvores da nossa cidade contam história; são indispensáveis para o meio ambiente e precisam ser protegidas” afirma o presidente da Amma, Luan Alves.

Caso haja sinais de possível queda da árvore, o cidadão precisa realizar solicitação, presencialmente, na Amma ou no Atende Fácil. Após análise técnica, o serviço será autorizado ou não, para que a Comurg realize a poda ou extirpação da espécie, e novo plantio de substituição.

Deixe um comentário