Latest Posts

- Advertisement -
Click News

Latest Tweets

CidadesDestaqueGeral

Prefeitura de Goiânia inicia plantio de mais 60 mil mudas ornamentais

(Foto: Luciano Magalhães )

Prefeito Rogério Cruz afirma que a gestão vai ampliar investimento e esforços na arborização da cidade

A Prefeitura de Goiânia iniciou nesta quarta-feira (09/02) o plantio de mais 60 mil mudas de plantas ornamentais nos canteiros de ruas, avenidas e praças da cidade. A ação faz parte do Projeto Flores, um conceito de ajardinamento executado pela Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg), que utiliza plantas com cores intensas nos espaços públicos.

“Goiânia é conhecida pela beleza das flores e vamos reforçar esse serviço para deixar nossa cidade cada vez mais colorida e com plena qualidade de vida”, afirma o prefeito Rogério Cruz. “Temos intensificado os trabalhos de zeladoria e de arborização em toda a cidade”, destaca.

Nesta etapa, serão contemplados os canteiros das praças Ciro Lisita e Tamandaré, no Setor Oeste; Santos Dumont, no Setor Aeroporto; Praça da T-23, Setor Bueno; e avenidas 136 e 85. Goiânia já conta com 32.380 mil m2 de flores espalhadas por 26 locais, como a Praça Universitária, Avenida República do Líbano e Praça da Bíblia. A meta da Prefeitura de Goiânia é atingir 80 mil m2 de plantio ornamental nas vias urbanas, contemplando cerca de 1,3 mil praças.

O presidente da Comurg, Alex Gama, ressalta que as flores, em conjunto com o verde do gramado e das árvores, propiciam beleza, bem-estar e qualidade de vida. “A paisagem urbana não se destaca sem os tons coloridos da natureza”, salienta.

O trabalho envolve os colaboradores dos viveiros da companhia e deve ser concluído no próximo dia 16. As mudas utilizadas serão sálvia, nas cores vermelha, azul e mix; zinia cherry; impatiens coral; pentas mix e vermelha, além da verbena vermelha e mix. Alex Gama explica que as espécies são adequadas para o paisagismo local e enfatiza que “as flores quebram a monotonia do ambiente urbano e resgatam o convívio social nas áreas públicas”.

Deixe um comentário