Latest Posts

- Advertisement -
Click News

Latest Tweets

BrasilDestaque

Piora da pandemia faz Volkswagen suspender produção no Brasil

Empregados da área administrativa trabalharão em regime remoto VOLKSWAGEN DIVULGAÇÃO

Medida durará por 12 dias, de 24 de março até 4 de abril, com o objetivo de assegurar a saúde dos empregados das fábricas

 

A Volkswagen informou nesta sexta-feira (19) que irá suspender a produção de todas as suas unidades no País pelo período de 12 dias, devido à piora nacional generalizada da pandemia do novo coronavírus nas últimas semanas. A medida começará a valer a partir do dia 24 de março, até 4 de abril, com o objetivo de assegurar a saúde dos empregados das fábricas.

Desta forma as atividades pararão nas cinco fábricas da empresa no Brasil, em São Bernardo do Campo (SP), Taubaté (SP), São Carlos (SP) e São José dos Pinhais (PR).

“Com o agravamento do número de casos da pandemia e o aumento da taxa de ocupação dos leitos de UTI nos estados brasileiros, a empresa adota esta medida a fim de preservar a saúde de seus empregados e familiares. Nas fábricas, só serão mantidas atividades essenciais”, disse a empresa, em comunicado.

Ainda de acordo com a Volkswagen, os empregados da área administrativa atuarão em trabalho remoto, após acordo com os sindicatos locais.

De acordo com os dados da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), divulgados nesta terça-feira (16), das 27 unidades federativas, 24 estados e o Distrito Federal estão com taxas de ocupação de leitos de UTI covid-19 para adultos no SUS (Sistema Único de Saúde) iguais ou superiores a 80%, sendo 15 com taxas iguais ou superiores a 90%. Em relação às capitais, 25 das 27 estão com taxas iguais ou superiores a 80%, sendo 19 delas superiores a 90%.

Em outra nota técnica, divulgada na quinta-feira (18), a fundação alertou que quinze dos 27 unidades federativas (estados e DF) apresentam sinal de crescimento de número de casos e óbitos de Síndrome Respiratória Aguda (SRAG) e de Covid-19.

Apenas dois estados apresentam tendência de queda: Amazonas e Pará, sendo que mesmo esses estados têm macrorregiões com sinal de crescimento da pandemia.

Na quinta, o Brasil registrou 2.724 mortes por covid-19 e 86.982 novos diagnósticos confirmados, segundo balanço divulgado na noite desta quinta-feira (18). Após o recorde  absoluto registrado na terça-feira (16), com 2.842 óbitos, este é o segundo pior dia da pandemia no país.

 

 

Do R7

Deixe um comentário