Latest Posts

- Advertisement -
Click News

Latest Tweets

DestaquePolítica

Parlamentares veem mudança em discurso de Bolsonaro

O Presidente Jair Bolsonaro - Foto MARCOS CORRÊA/PR

Presidente da Câmara citou ‘desafio de fiscalizar Amazônia’ e vice da Casa viu ‘ousadia’ e ‘contradição’ em fala na Cúpula do Clima

 

discurso do presidente Jair Bolsonaro na Cúpula do Clima repercutiu imediatamente no Congresso Nacional, nesta quinta-feira (22). O encontro de 40 líderes mundiais encabeçado pelo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, discute o futuro do meio ambiente.

O presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara, Aécio Neves, afirmou ao blog que houve uma mudança de tom do presidente, especialmente sobre o fim do desmatamento ilegal e da redução das emissões de gases nocivos ao meio ambiente.

“A participação do presidente Bolsonaro na Cúpula do Clima foi positiva, especialmente pela mudança no tom a respeito das preocupações mundiais com as mudanças climáticas e o desmatamento. Creio que o governo brasileiro entendeu a importância que tem a agenda do clima para a atração de investimentos e a abertura de mercado para os nossos produtos”, disse.

Aécio, porém, destacou que “essa nova postura precisa vir acompanhada de ações concretas e de um maior envolvimento e liderança nas negociações multilaterais ambientais”.

O primeiro vice-presidente da Câmara, Marcelo Ramos (PL-AM), disse que a fala de Bolsonaro é uma mistura de ousadia e contradição. “Os compromissos firmados no discurso do presidente Bolsonaro na Cúpula do Clima são tão ousados quanto contraditórios como o que foi executado na política ambiental do país até aqui”, afirmou.

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), afirmou no Twitter que “a Amazônia e todos os nossos biomas são ativos globais. Mas são patrimônio do povo brasileiro. Fica aqui nosso compromisso com a preservação, utilizando as  suas riquezas de forma sustentável e equilibrada”.

Lira, porém, deu ênfase aos obstáculos que as autoridades encontram para patrulhar a região amazônica. “As leis estão acima de qualquer governante. E a Câmara sempre contribuiu com marcos legais importantes na área da sustentabilidade. Mas o mundo precisa compreender que o desafio logístico, tecnológico e financeiro de monitorar e fiscalizar a Amazônia é gigantesco”, encerrou.

Arthur Lira @ArthurLira_
A Câmara se orgulha de ter ajudado a construir leis robustas na área de meio ambiente. Mas o desafio tecnológico, logístico e financeiro de fiscalizar e monitorar o último continente verde é imenso. Para esta tarefa, o Brasil está aberto para todo o apoio global.
Arthur Lira @ArthurLira_
A Amazônia e todos os nossos biomas são ativos globais. Mas são patrimônio do povo brasileiro. Fica aqui nosso compromisso com a preservação, utilizando as suas riquezas de forma sustentável e equilibrada.
10:21 AM · 22 de abr de 2021
Por Chistina  Lemos,  Do  R7

Deixe um comentário