Latest Posts

- Advertisement -
Click News

Latest Tweets

DestaqueSaúde

Padre de Itapuranga coloca faixa na porta de igreja lamentando mortes por coronavírus

Foto: Divulgação

O padre Celso Leonel Carpenedo de Itapuranga, colocou uma faixa na porta da igreja lamentando as mortes provocadas pela pandemia de Covid-19 e criticando quem ele chamou de “falsos cristãos” e fincou cruzes pelo jardim da paróquia, na tarde da última quinta-feira (4). De acordo com ele, a ideia surgiu depois que a prefeitura publicou nesta semana um decreto limitando o funcionamento do comércio na cidade, como forma de conter o avanço da pandemia.

Ao explicar sua iniciativa, o padre afirmou que, enquanto padre, o seu papel é alertar as pessoas para o caminho correto e ajudar aqueles que necessitam de ajuda. Ele afirma ainda que, por pertencer à velha guarda da igreja, tem o hábito de expressar seus pensamentos.

“Eu entendo que está difícil para todos. Entendo que as pessoas precisam trabalhar, que precisam do sustento. A igreja está fechada há dois meses. Eu também preciso das celebrações para manter a igreja. Mas mesmo assim, para mim, vidas importam mais”,afirmou.

Cruzes são fincadas no jardim de paróquia para lembrar as vítimas da Covid-19 em Itapuranga, Goiás — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Cruzes são fincadas no jardim de paróquia para lembrar as vítimas da Covid-19 em Itapuranga, Goiás — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Se opondo à iniciativa do padre, um morador, que não quis se identificar, disse que não concorda que o religioso use o espaço da igreja para manifestar seus ideais políticos. Segundo ele, as cruzes fincadas pelo jardim é um exagero sem motivo.

“Eu frequento a igreja e não concordo. Não precisa disso. O que ele fez não vai mudar nada do que está acontecendo. A igreja ficou parecendo um cemitério. Ele transformou a igreja em um cemitério”,afirmou.

Diferente dele, a dona de casa Maria da Conceição, de 53 anos, disse que concorda com a atitude do padre. De acordo com ela, essa talvez seja a forma de alertar as pessoas para a gravidade da pandemia.

“As cruzes e a faixa assustam sim, mas é bom para as pessoas que ainda não entenderam a gravidade da situação começarem a pensar que as suas atitudes podem tirar a vida de alguém. A cidade é pequena, muita gente está morrendo e isso é muito triste”, disse.

A Prefeitura de Itapuranga, registrava até a última quinta-feira, 1.668 casos de coronavírus e 50 mortes. Em todo o estado, de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES), há mais de 408 mil pessoas contaminadas, sendo que 8.777 morreram.

 

 

Por Redação do Click News

 

Mariana
the authorMariana

Deixe um comentário