Latest Posts

- Advertisement -
Click News

Latest Tweets

DestaqueEmpregoPolítica

Na gestão Rogério Cruz, Goiânia alcança marca de 72 novos empregos criados por dia

Fotos: Secom

Ao todo, são 39,3 mil oportunidades, todas reunidas pelo Sine e disponibilizadas em uma só plataforma. Prefeitura investe em desburocratização de processos necessários para abertura de empreendimentos na capital, que hoje são 16 e devem cair para seis. Tempo médio gasto por empresário interessado em formalizar negócio será reduzido, em breve, de 21 para quatro dias. Rumo a 18 meses, atual gestão disponibiliza 8 mil vagas de qualificação em 54 modalidades de cursos profissionalizantes gratuitos, voltados para jovens e adultos. Com Código Tributário, administração municipal incentiva expansão da economia. “Em uma ponta, a prefeitura trabalha em parceria com os empresários. Em outra, dá as mãos ao trabalhador”, diz prefeito Rogério Cruz.

Prefeitura de Goiânia disponibilizou mais de 39 mil novas vagas de emprego por meio do Sine, o que retrata retomada da economia nos 18 meses de gestão de Rogério Cruz: “Em uma ponta, a prefeitura trabalha em parceria com os empresários. Em outra, dá as mãos ao trabalhador”

Apesar das dificuldades enfrentadas na pandemia, a gestão do prefeito Rogério Cruz completará 18 meses com marcas substanciais no que diz respeito à geração de empregos em Goiânia. São quase 72 novos postos de trabalho criados por dia, de acordo com dados da Secretaria de Desenvolvimento e Economia Criativa (Sedec). Ao todo, são 39,3 mil oportunidades, todas reunidas pelo Sine e disponibilizadas em uma só plataforma.Em paralelo ao fomento ao emprego, a prefeitura investiu em capacitação de mão de obra. Em um ano e meio, a gestão disponibilizou 8 mil vagas em 54 modalidades de cursos profissionalizantes gratuitos, voltados para jovens e adultos. Os cursos são 100% gratuitos, e neles o aluno recebe material didático, lanche e vale-transporte, para ir e voltar das aulas. Entre as modalidades disponibilizadas, estão as de auxiliar de contabilidade, cerimonial de eventos, corte e costura, eletricista, informática básica, atendente de farmácia, operador de caixa, porteiro, alongamento de cílios e de unhas.“Os números mostram que a gestão trabalha com seriedade para impulsionar a atividade econômica em Goiânia”,afirma Rogério Cruz. “Em uma ponta, a prefeitura trabalha em parceria com os empresários. Em outra, dá as mãos ao trabalhador. Os cursos profissionalizantes são uma parte importante do processo, porque conferem autonomia financeira às famílias”.

Na gestão Rogério Cruz, a Sedec liberou 10,1 mil alvarás de localização e funcionamento para empresas e eventos, ferramenta que favorece e beneficia a retomada econômica dos setores do comércio e serviços. “A liberação de um alvará era um processo muito burocrático para quem produz e oferece emprego em Goiânia. As mudanças adotadas pela Sedec conseguem gerar mais renda, deixando a cidade mais produtiva e trazendo segurança financeira para as famílias”,explica o titular da Secretaria de Desenvolvimento e Economia Criativa (Sedec), Sílvio Sousa.

Fotos: Secom

E-commerce

Com a vigência do novo Código Tributário Municipal de Goiânia (CTM), a capital passou a oferecer mais facilidades para a instalação de centros de distribuição e empresas de e-commerce, uma vez que garante descontos em todos os impostos municipais. As medidas visam a atrair novos empreendimentos para a cidade e transformar a capital em um hub de tecnologia (centro de logística e distribuição do comércio eletrônico).

De acordo com a nova legislação, que passou a vigorar neste ano, será concedida às empresas de armazenagem e logística de produtos comercializados virtualmente isenção de 30% no valor do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), por cinco anos.

O Código Tributário também prevê 50% de desconto no valor do Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI), para a primeira aquisição de imóvel destinado à implantação da empresa, e alíquota reduzida no pagamento do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS), fixada em 3%. O prefeito frisa: “o novo Código Tributário contempla geração de renda e emprego, atração de empresas e indústrias 4.0, estímulo à tecnologia e capacitação de investimentos”.

Parceria com Sebrae

A prefeitura firmou parceria com Sebrae com objetivo de transformar Goiânia na capital com menor burocracia para empresas no Brasil. Estudo iniciado na gestão Rogério Cruz identificou falhas e entraves para a abertura de novos empreendimento na capital. As medidas para promover correções e tornar o processo mais fácil para o empreendedor devem ser implementadas até outubro deste ano.

Com as novas diretrizes, será possível reduzir a quantidade de procedimentos necessários atualmente para a abertura de novos negócios, de 16 para 6, e o tempo médio gasto na tarefa, de 21 para quatro dias.

 

Fonte: Secretaria de Desenvolvimento e Economia Criativa (Sedec) – 
Prefeitura de Goiânia

Deixe um comentário