Latest Posts

- Advertisement -
Click News

Latest Tweets

DestaqueGeral

Marilyn Manson é acusado de prender e torturar mulheres em quarto à prova de som

(Foto: Reprodução)

Roqueiro já é alvo de processos de abuso sexual e agressão física e psicológica contra ex-namoradas

 

O roqueiro Marilyn Manson está sendo acusado de ter mantido namoradas em cárcere privado. O músico já responde por diversos processos por abusos sexuais e agressões psicológicas e físicas. De acordo com a revista Rolling Stone, as mulheres eram presas em cela de vidro à prova de som em seu apartamento em West Hollywood.

Ainda de acordo com a revista, as vítimas relataram que foram enclausuradas na caixa durante horas pelo músico como forma de punição. O próprio cantor – que se chama Brian Warner – teria apelidado o espaço como “quarto das meninas más”, onde elas eram supostamente colocadas caso fizessem algo que lhe desagradasse.

Um dos depoimentos é da ex-namorada do artista, Ashley Morgan Smithine, que já o processa por agressão sexual e cárcere privado. Ela pontua que a caixa de vidro era do tamanho de um provador de loja de departamento e o descreveu que “mesmo que gritasse, ninguém podia ouvi-la. Você lutava e ele gostava dessa reação. Aprendi a não lutar, porque isso dava a ele o que ele queria”.

O roqueiro respondeu as acusações e afirmou que tudo não passava de “horríveis distorções da realidade”. “Meus relacionamentos íntimos sempre foram inteiramente consensuais com parceiros que pensam como eu. Independentemente de como – e por que – os outros agora estão optando por deturpar o passado, essa é a verdade”, publicou na sua página do Instagram.

Outra pessoa que relatou acontecimentos semelhantes foi a atriz Esmé Bianco. Segundo ela, o roqueiro a xingava, mordia, cortava, aplicada choques e a estuprava.

Nos autos do processo que ela move, os advogados afirmam que o músico “fez uso de drogas, força física e ameaças para forçar atos sexuais em múltiplas ocasiões” entre 2009 e 2013. Ela alegou ainda para a Rolling Stone que o músico a perseguia pelo apartamento com um machado e que abria buracos na parede com a ferramenta. “Foi um momento decisivo para mim”, disse Bianco.

A atriz afirmou que sentia “em perigo iminente de vida” e que fugir foi a melhor tentativa de sobreviver. Marilyn e a defesa negam as acusações.

Deixe um comentário