Latest Posts

- Advertisement -
Click News

Latest Tweets

BrasilComportamentoPolítica

Maioria quer armas para zona rural

A maioria da população é favorável ao porte de armas na zona rural.
Apesar da crítica de vários setores e segmentos de segurança pública, a consulta popular demonstra que a ampla maioria ( 18.329 X 2.996) prefere estar armada do que totalmente desprotegida nas cidades distantes das regiões metropolitanas, onde muitas vezes sequer existe uma delegacia e batalhão de Polícia Militar.
O PLS 224/2017, de autoria do senador Wilder Morais (PP-GO),  altera a Lei nº 10.826, de 22 de dezembro de 2003, para autorizar a aquisição de uma arma de fogo de uso permitido por residentes em áreas rurais.
wilder

Senador Wilder Morais: proposta de mudança da lei e relatoria de Comissão Especial para debater segurança pública

A proposta altera parte do “Estatuto do Desarmamento” para permitir que residentes em áreas rurais, maiores de 21 anos, adquiram arma de fogo de uso permitido quando preenchidos os requisitos da norma.
Para Wilder, o tema é complexo e deve ser debatido em sociedade e que ela saiba chegar a alguma definição quanto ao uso ou não da arma.  O senador goiano defende a mudança legislativa diante do aumento da violência no campo, principalmente diante da explosão de crimes patrimoniais na zona rural.   
Wilder, que comandará a Comissão Especial de Segurança Pública, responsável por avaliar a política nacional de segurança, deve colocar em debate a proposta do parlamentar goiano. Um dos temas em alta é exatamente o aumento das taxas de homicídio e o direito de andar armado, desde que de forma legalizada.   
A consulta popular sobre o uso de armas na zona rural segue no site do Senado Federal. 
 Beto Silva/Opção 

Deixe um comentário