Latest Posts

- Advertisement -
Click News

Latest Tweets

DestaqueGeral

Maior estuprador de Goiás pode pegar até 600 anos de prisão

Foto: Polícia Civil/Divulgação

 Wellington Ribeiro da Silva considerado pela polícia o maior estuprador em série de Goiás, passou por audiências de instrução e julgamento nesta terça-feira (22), em Aparecida de Goiânia. Foram confirmados 33 estupros contra mulheres, por meio de exames de DNA e ele pode pegar até 600 anos de prisão.

O  caso segue em segredo de Justiça, por isso, não é possível divulgar detalhes sobre o processo. Os inquéritos policiais sobre os estupros foram concluídos em outubro do ano passado e, agora, a Justiça analisa as denúncias oferecidas pelo Ministério Público.

A maior parte dos processos tramita na 3ª Vara Criminal de Aparecida de Goiânia. De acordo com informações da Polícia Civil, a primeira audiência do caso aconteceu na última quinta-feira (17) e, para esta terça-feira, estavam previstas mais duas sessões.

Os primeiros estupros foram registrados em 2008. Em 2011, Wellington chegou a ser preso depois de violentar uma mulher e a filha dela, recém-nascida, que tinha apenas cinco meses de vida.

Na época, ele foi levado para o Mato Grosso porque lá respondia por outros crimes como assaltos e assassinatos. Havia uma condenação a 57 anos de prisão pela morte de uma mulher e os dois filhos. Mas em 2013, ele conseguiu fugir da prisão e voltou para Goiás.

Para os investigadores, ele é um dos maiores maníacos do estado e sabia o que estava fazendo. “É um homem de altíssima periculosidade, de uma frieza que nos chama muito a atenção. Um cara perverso, que tenta se passar por alguém que tem problemas psiquiátricos. Nós requisitamos o laudo psicológico, e a Polícia Civil pode afirmar, por meio deste exame, que ele tem plena capacidade de responder por seus atos”, afirmou a delegada Ana Paula.

A identificação do maior estuprador em série de Goiás está entre as 17 investigações criminais mais importantes do mundo. O concurso “DNA Hit of the Year” avalia investigações criminais em que a análise do DNA foi essencial para esclarecer casos.

Por Redação do Click News com G1 GO

Mariana
the authorMariana

Deixe um comentário