Latest Posts

- Advertisement -
Click News

Latest Tweets

DestaquePolícia

Jovem que teria sido morto pela namorada com agulha de narguilé agonizou até a morte

Adailton Gomes, de 24 anos — Foto: Arquivo pessoal

Nicole Maria, de 19 anos,   é suspeita de matar o namorado, Adailton Gomes, de 24 anos, com uma agulha de narguilé durante uma discussão por causa de um pastel de feira, em Aparecida de Goiânia. O delegado que investiga o caso, Eduardo Rodovalho,  disse que a vítima tinha uma pequena perfuração no peito esquerdo, causada por esse objeto.

Para a Polícia Civil, a investigada disse que o namorado havia ido para cima dela com um narguilé quebrado e, para se defender, acabou o atingindo com a agulha, que é usada para furar o papel alumínio que encobre o carvão e, assim, ocorrer a liberação de calor para aquecer a essência do narguilé e que ficou desesperada na hora, pois não “esperava isso”.

A morte aconteceu na tarde de sexta-feira (18), na casa da suspeita, no Setor Village Garavelo. De acordo com a polícia, inicialmente, havia uma suspeita de que o namorado teria passado mal e sofrido um infarto. Porém, depois, a equipe notou a perfuração.

“Foi um orifício muito pequeno no mamilo. Se realmente for essa a causa da morte, vai ter sido uma fatalidade absurda. Ele caiu de barriga no chão. Pessoal [agentes] pensou que foi uma morte súbita. Após o golpe ele caiu agonizando, mas ainda não temos uma conclusão”, disse o delegado.

Adailton foi morto na sexta-feira (18), na casa da namorada, no Setor Village Garavelo. A agulha que teria sido usada no crime serve para furar o papel alumínio que encobre o carvão e, assim, permite a liberação de calor para aquecer a essência do narguilé.

A mãe da vítima, Maria das Graças de Abreu, 46 anos disse que Adailton havia ido na manhã do ocorrido à feira com a namorada e as duas irmãs. Após isso, ela conta que o filho voltou à casa da namorada para buscar a chave da moto que teria esquecido.

“Depois que chegaram da feira, ele foi com as irmãs, de 13 e 16 anos, na casa dela. As meninas ficaram na calçada enquanto ele entrou para pegar a chave. Elas contaram que, depois, a namorada dele saiu correndo gritando que ele estava morrendo, entrou em um carro e saiu”, disse a mãe de Adailton.

Maria pede que a justiça seja feita. Ela disse ainda que, após o acontecimento, a companheira do filho dela mudou do local em que morava e que nunca mais entrou em contato com a família.

Por Redação do Click News com G1 GO

Mariana
the authorMariana

Deixe um comentário