Latest Posts

- Advertisement -
Click News

Latest Tweets

DestaqueMundo

Joe Biden critica Vladimir Putin em discurso na Polônia: ‘Pelo amor de Deus, este homem não pode permanecer no poder’

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, discursa do lado de fora do Castelo Real, em Varsóvia, na Polônia em 26 de março de 2022 — Foto: Brendan Smialowski/AFP

Durante discurso na Polônia neste sábado, presidente dos Estados Unidos voltou a atacar duramente o russo. Porta-voz do Kremlin reagiu: ‘O presidente da Rússia é eleito pelos russos’.

 

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse que o russo Vladimir Putin “não pode permanecer no poder”. Ele deu a declaração durante em discurso neste sábado (26) no palácio real, em Varsóvia, na Polônia, durante o qual falou sobre a guerra na Ucrânia, que foi invadida pelas forças de Moscou em 24 de fevereiro.

“Nós teremos um futuro diferente, um futuro mais brilhante arraigado na democracia e, principalmente, em esperança e luz”, disse Biden ao concluir o seu abrangente discurso. “Pelo amor de Deus, este homem não pode permanecer no poder.”

Já o porta-voz-chefe do Kremlin rejeitou o comentário do presidente americano e afirmou que os russos escolhem quem será seu líder. Questionado sobre a declaração de Biden, Dmitry Peskov disse à agência de notícias Reuteres: “Não cabe a Biden decidir. O presidente da Rússia é eleito pelos russos”.

Durante o discurso, Biden:

  • declarou que Putin não pode permanecer no poder;
  • afirmou que a luta contra a guerra na Ucrânia é “a nova batalha pela liberdade”;
  • e alertou a Rússia para não entrar em uma “polegada” do território da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

Mais cedo neste sábado, após um encontro com refugiados ucranianos, o presidente americano usou o termo “carniceiro” para se referir a Putin.

Destaques do discurso de Biden na Polônia

No discurso, Biden fez vários outros ataques ao russo: “Putin é um cínico, e ele sabe disso. E é obsceno também. O presidente [Volodymyr] Zelensky foi democraticamente eleito [na Ucrânia]. E Putin tem a audácia por trás de autocratas ao dizer que faz o certo”.

Biden se lembrou que Putin disse, antes do conflito, que não invadiria a Ucrânia. “Repetidas vezes, ele disse que suas tropas estavam na fronteira apenas para treinamento”, afirmou.

O americano alertou que o mundo deve se preparar para uma “longa luta” entre “democracia e autocracia”, se em referência à invasão russa da Ucrânia, e reafirmou seu apoio aos ucranianos.

De acordo com ele, a Rússia “estrangulou a democracia [em seu território] e tentou fazê-lo em outros lugares”. Biden considerou a resistência da Ucrânia contra as forças russas como parte de uma “grande batalha pela liberdade” e buscou tranquilizar o povo ucraniano: “Estamos com vocês”.

Também alertou Putin: “Nem pense em se mover um centímetro dentro do território da Otan”. Biden reiterou a “obrigação sagrada” dos membros da aliança de defender seu território “com toda a força de nosso poder coletivo”. Ele avaliou que a guerra na Ucrânia se tornou um “fracasso estratégico” da Rússia.

Por France Presse/g1

Deixe um comentário