DestaqueSaúde

Idoso de 78 anos se emociona ao deixar hospital após se recuperar da Covid-19: ‘Rompi uma barreira’

Luiz Moura, de 78 anos, se emociona ao receber alta do Hcamp de Goiânia, em Goiás — Foto: Pollyanna Carneiro/Arquivo pessoal

Luiz Moura dos Santos precisou ser transferido de Porangatu para o Hcamp, em Goiânia, para o tratamento do coronavírus. Aposentado alerta: ‘Doença horrível e perigosa’.

 

Depois de levar um susto ao ser diagnosticado com a Covid-19 aos 78 anos, o aposentado Luiz Moura dos Santos venceu a doença e retornou para a casa onde mora com a esposa, em Porangatu, no norte do estado. Após ficar quase duas semanas no Hospital de Campanha de Goiânia (HCamp), ele recebeu alta no último sábado (23) e se emocionou ao ganhar, da filha, uma imagem de Nossa Senhora.

“Com a graça de Deus, rompi uma barreira muito forte, uma doença horrível e perigosa. Estou muito feliz”, afirma o idoso.

Segundo a neta Pollyanna Carneiro Sanches, de 36 anos, ninguém da família sabe dizer como o idoso foi infectado pelo coronavírus.

“Ele estava de quarentena desde quando anunciaram o primeiro caso confirmado no Brasil, nunca saiu de casa desde então, sem falar que não tinha nenhum caso na cidade quando ele teve. Então, não conseguimos saber como ele pegou a doença”, conta.

Sintomas e recuperação

Assim que o aposentado foi diagnosticado com a Covid-19, cerca de 10 membros da família passaram por testes – incluindo a esposa dele, Maria José Santos, de 73 anos – mas todos os resultados deram negativo.

Inicialmente, Luiz apresentou sintomas como febre e tosse. Como a família não imaginava que pudesse ser coronavírus, ele só foi ao hospital cerca de oito dias após os primeiros sintomas. “Ele ficou dois dias internado em Porangatu e precisou ser transferido para o HCamp de Goiânia. Ficamos muito felizes com a recuperação dele”, conta Pollyanna.

Agora, recuperado e em casa, o idoso comenta o quanto sofreu com a doença.

“Foi horrível, sofri muito. Peço a Deus, toda hora, que essa doença não dê em mais ninguém, nem aqui e em nenhum lugar do mundo”, diz o aposentado.

Luiz Moura e a esposa Maria José Santos, em casa, em Porangatu, Goiás — Foto: Pollyanna Carneiro/Arquivo pessoal

Luiz Moura e a esposa Maria José Santos, em casa, em Porangatu, Goiás — Foto: Pollyanna Carneiro/Arquivo pessoal

Do G1 GO

Deixe uma resposta