Latest Posts

- Advertisement -
Click News

Latest Tweets

DestaqueSaúde

HMI promove ação alusiva ao Dezembro Vermelho

Enfermeira Fabiana de Paula fala sobre as ISTs no HM - Foto: Divulgação

A campanha marca mobilização na luta contra o vírus HIV, a Aids e outras Infecções Sexualmente Transmissíveis

 

Segundo o Ministério da Saúde, foram registrados 32.701 novos casos de HIV no Brasil, em 2020. A maior incidência de casos (52,9%) foi registrada entre pessoas de 20 a 34 anos. O comportamento de risco, principalmente a falta do uso de preservativo, tem causado o aumento do número de casos de infecções sexualmente transmissíveis (ISTs) no Brasil. Em 2018 foram registrados 158.051 casos de sífilis, sendo 62.599 em gestantes. A taxa de detecção da doença adquirida por 100 mil habitantes passou de 25

Na luta contra o vírus HIV- Aids e outras ISTs e para promover um alerta sobre o tema, o Hospital Estadual Materno Infantil Dr. Jurandir do Nascimento (HMI) promoveu uma ação, nesta quarta-feira, 15 de dezembro, no auditório da unidade, que recebeu decoração especial. Organizada pela Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa) e Núcleo Hospitalar Epidemiológico (NHE), a ação contou com uma dinâmica de perguntas e uma palestra com a enfermeira técnica IST-Aisds e analista de saúde, Fabiana de Paula Oliveira, da Superintendência de Atenção Integral à Saúde – SAIS/SES-GO.

A palestrante Fabiana recebe um mimo em agradecimento da cipeira Fábia Mendonça

Fabiana falou o que são as ISTs, os mitos e verdades sobre essas infecções e suas manifestações e formas de transmissão. Alertou que algumas, se não tratadas adequadamente, podem causar infertilidade e também para a baixa cobertura vacinal do HPV, no Brasil. Ela destacou que a prevenção é o melhor remédio. “O uso da camisinha (masculina ou feminina) em todas as relações sexuais (orais, anais e vaginais) é o método mais eficaz para evitar a transmissão das Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST), do HIV/aids e das hepatites virais B e C”, afirmou a enfermeira.

Coordenadora do NHE Wanda Lopes faz uma dinâmica com o púbico presente

A coordenadora do NHE, enfermeira Wanda Lopes, questionou os colaboradores sobre HIV-Aids e ISTs. Os participantes que responderam as questões corretamente ganharam chocolate. A Cipa também distribuiu lacinhos vermelhos e um kit com bombom, folhetos informativos sobre as infecções e preservativos masculino e feminino para os colaboradores.

O setor de Nutrição preparou um delicioso lanche e também fez questão de lembrar aos pacientes sobre a campanha Dezembro Vermelho, oferecendo gelatina na cor símbolo do movimento, no sabor de morango.

Auditório decorado com a cor símbolo da campanha

Os participantes aprovaram a ação. “Foi muito bom. Palestra bem esclarecedora”, disse a colaboradora Maria Edimê. “Formidável! A informação nunca é demais e sempre aprendemos um pouco mais”, destacou o técnico de enfermagem, Sancley de Matos.

“Proporcionando mais informação, contribuímos com a saúde e melhor qualidade de vida dos nossos colegas”, destacou o presidente da Cipa, Júnior César Guimarães. “Como profissionais da saúde, temos a função de informar e orientar as pessoas na prevenção dessas infecções”, afirmou a coordenadora do NHE, Wanda Lopes.

Parte da equipe que organizou o evento

 

Por Marilane  Correntino

Deixe um comentário