Latest Posts

- Advertisement -
Click News

Latest Tweets

DestaqueGoverno de GoiásIPVA

Governo de Goiás quer aumentar parcelamento do IPVA para até 10 vezes

(Foto: Divulgação)

Proposta de mudança foi enviada pelo Governo estadual à Assembleia Legislativa

 

O Governo de Goiás encaminhou à Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) um Projeto de Lei que permite o parcelamento do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) em até dez vezes, antes do prazo de vencimento. Atualmente, só é possível dividir o tributo em até três vezes antes da data final para pagamento.

O texto elaborado pela Secretaria de Estado da Economia amplia o parcelamento, com a previsão de que o benefício tenha validade ainda no ano de 2022. Após a aprovação da lei na Assembleia Legislativa, o governo estadual divulgará novo calendário com a previsão de ampliação do pagamento para este ano, conforme cada vencimento.

A alíquota do IPVA, conforme o Código Tributário do Estado de Goiás, varia conforme o tipo de veículo: 1,25% para ônibus, micro-ônibus, caminhões, veículos aéreos e aquáticos utilizados no transporte coletivo de passageiros e de carga, isolada ou conjuntamente; 3% para motocicleta, ciclomotor, triciclo, quadriciclo, motoneta e automóvel de passeio com potência até 100cv; 3,45% para veículos utilitários; e 3,75% para veículo terrestre de passeio, veículo aéreo, veículo aquático e demais veículos não especificados.

“Não há alteração na alíquota do IPVA desde 2015. Porém, com a valorização dos carros usados no mercado houve aumento no valor final pago pelo imposto, como ocorreu no Brasil inteiro”, esclareceu a secretária da Economia, Cristiane Schmidt.

Desconto de 10%

O Governo estadual oferece desconto que varia de 5% a 10% no IPVA para quem participa do Programa Nota Fiscal Goiana (NFG). Para acumular pontos e conseguir descontos, o dono do veículo deve cadastrar-se pelo site www.economia.go.gov.br/nfgoiana e pedir o registro do CPF na nota fiscal durante as compras. Este ano quase 500 mil pessoas terão abatimento no imposto por participar da iniciativa.

Deixe um comentário