Latest Posts

- Advertisement -
Click News

Latest Tweets

DestaqueEducaçãoIdeb

Goiás lidera com melhor nota ranking da educação divulgado pelo Ideb

Governo de Goiás investiu R$ 85 milhões para reformas médias e ampliações, atendendo a mais de 221 unidades (Foto: Divulgação)

Rede pública de ensino vive nova fase com destaque para implantação de programas pedagógicos e investimentos na estrutura física das escolas, diz Caiado.

 

O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) apontou que Goiás mantém ensino de qualidade no estado. Os dados foram divulgados nesta terça-feira (15) pelo Ministério da Educação (MEC). Segundo o governo, a rede pública vive nova fase com destaque para implantação de programas pedagógicos e investimentos na estrutura física das escolas. Mesmo em meio à pandemia, a Secretaria da Educação inovou na garantia do acesso ao ensino e na assistência social aos alunos

Para o governador Ronaldo Caiado, a educação é a base para o desenvolvimento do Estado. “Nosso objetivo é humanizar a educação, fazer com que as pessoas se sintam respeitadas”, define o governador durante as visitas que faz às escolas da rede.

Em live realizada na última sexta-feira (11/09) ao lado de Caiado, a secretária da Educação (Seduc), Fátima Gavioli, confirmou que foram implementadas mais aulas das duas disciplinas no currículo escolar de Goiás.

A educação se consolida com parcerias na realização de uma série de projetos, como Plataforma do Saber, voltada aos alunos do ensino fundamental; incentivo à leitura de clássicos da filosofia; mapeamento do trabalho da educação integral em Goiás, via Instituto Sonho Grande; e cursos voltados ao desenvolvimento socioemocional dos profissionais da educação, oferecido pelo Instituto Viveser.

O governo fez parceria com a TV Brasil Central para veiculação do programa Goiás Bem no Enem – uma série de aulas voltadas aos estudantes que se preparam para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Mais recentemente, está o GoiásTec, que usa a tecnologia para garantir Educação nos lugares mais remotos. Já o Seduc em Ação fornece videoaulas para os ensinos fundamental e médio.

Mais investimento na educação goiana

O Governo de Goiás investiu R$ 85 milhões para reformas médias e ampliações, atendendo a mais de 221 unidades, por meio do Programa Dinheiro Direto na Escola (PPDE). Já o Programa Reformar possibilitou obras de pintura e reparos em 909 escolas, com investimentos de R$ 29 milhões. Foram liberados, ainda, R$ 15,7 milhões do Proescola para que as unidades realizassem pequenos reparos necessários à estrutura já existente.

Na área do mobiliário, somente este ano foram adquiridas mais de 40 mil carteiras escolares, cujo investimento foi de R$ 10,6 milhões. Mais do que zelar pela estrutura física da rede de ensino, o Governo de Goiás tem se preocupado em garantir igualdade entre os alunos no ambiente escolar. Por isso, este ano distribuiu 1 milhão de conjuntos de uniformes escolares, que foram adquiridos a R$ 25,6 milhões.

Na última semana, Caiado anunciou que está em licitação a aquisição de mochilas, tênis, agendas e cadernos – um incremento a todos os estudantes previsto para o ano que vem. “A criança vai chegar bem vestida, será um convívio respeitoso entre todos os alunos. Lá não terá diferença de poder aquisitivo”, ressalta o governador.

Goiás atinge melhor meta do país

O Espírito Santo e Goiás atingiram as melhores notas (4,8), entre todos os Estados brasileiros, mas, somente Goiás atingiu a meta para 2019, que era exatamente 4,8. No Espírito Santo, a meta proposta era de 5,3%.

O Ideb vai de 0 a 10 e leva em conta dois fatores: quantos alunos passam de ano e qual o desempenho deles em português e em matemática. Em 2019, a meta nacional a ser cumprida, somando escolas públicas e particulares, era 5 – mas o resultado ficou aquém do esperado. A média foi bem inferior a isso: 4,2.

Apesar de todos os Estados, com exceção de Sergipe, terem aumentado o Ideb em relação à edição anterior, o resultado é insatisfatório. Uma “nota” de 4,2 não chega sequer ao patamar que era esperado para o país em 2015.

Deixe um comentário