Latest Posts

- Advertisement -
Click News

Latest Tweets

DestaqueGoverno de Goiás

Goiás é o Estado que conseguiu maior integração na Redesim

Ao todo, 143 municípios goianos integram a rede. Subcomitê da Redesim se reuniu para análise de dados e discussão dos processos de trabalho

 

Dados apresentados nesta quarta-feira (10) mostram que Goiás é o estado da federação que registrou a maior integração entre municípios por meio da Rede Nacional para Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (Redesim). Ao todo, 143 municípios já aderiram ao sistema integrado que permite a abertura, fechamento, alteração e legalização de empresas em todas as Juntas Comerciais do Brasil.

Além disso, relatórios apresentados durante reunião entre representantes dos órgãos envolvidos na gestão da Redesim em Goiás mostram que 75% das empresas no estado são abertas em até três dias. Esta foi a 1ª reunião ordinária do Subcomitê Estadual de gestão da Redesim. Goiás é o primeiro estado do país a instaurar o subcomitê, conforme prevê a Resolução nº 60/2020 do Comitê Nacional (CGSIM).

Entre os benefícios para os municípios que aderiram à Redesim está a possibilidade de automatização da análise de riscos dos empreendimentos. Para aqueles considerados de baixo e médio riscos, ocorre a emissão automática dos alvarás necessários para o início do funcionamento de forma regular, proporcionando agilidade.

Desde o início da atual gestão, os esforços foram concentrados para melhorar as condições oferecidas ao empresariado, o que viabiliza também o impulsionamento da economia. No início de 2019, Goiás figurava em último lugar no país na implantação da Redesim e também no tempo de abertura de empresas. Hoje, o estado ocupa o 1º lugar, com o menor tempo para instalação legal dos novos empreendimentos.

O trabalho desenvolvido na Redesim em Goiás possui a articulação do Programa Goiás de Resultados, que prevê a simplificação de procedimentos e a redução da burocracia na meta prioritária Goiás do Empreendedorismo e Renda. Nela, as pastas devem, de forma integrada, dinamizar a economia dos pequenos negócios e iniciativas empreendedoras para a geração de emprego e renda.

Durante a reunião, o membro do Comitê Gestor do GR, Madson Ribeiro, representando o vice-governador Lincoln Tejota, coordenador do programa, destacou que o Subcomitê busca fomentar o empreendedorismo e facilitar as ações por parte do empresariado, por meio do trabalho integrado entre os diversos órgãos que o compõem, como a Secretaria da Economia, Secretaria de Indústria, Comércio e Serviços (SIC), Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), Corpo de Bombeiros e Junta Comercial do Estado de Goiás (Juceg). O SubComitê ainda possui a participação do Sebrae, da Federação Goiana de Municípios (FGM) e da Prefeitura de Goiânia.

“O vice-governador Lincoln Tejota tem uma preocupação imensa e valoriza o empreendedorismo, por isso trabalhamos para dar suporte aos processos de facilitação da formalização de empresas, por meio da articulação institucional. A Redesim é uma solução inteligente e necessária tanto para a população quanto para o governo, que gera melhoria no ambiente de negócios, promovendo geração de emprego e renda e colocando a economia para funcionar. Com ela, simplificamos a vida do empresário e geramos mais agilidade e transparência nos atendimentos”, opinou Madson.

O presidente da Juceg, Euclides Barbo, salientou que “a desburocratização é o caminho para melhorar o ambiente de negócios. A Junta, em seis meses, trabalhou para contribuir com essa meta, por meio do projeto Junta 100% Digital”, que estabelece os processos em meio eletrônico e também integra o Goiás de Resultados.

 

 

Por assessoria de imprensa da vice-governadoria

Deixe um comentário