Latest Posts

- Advertisement -
Click News

Latest Tweets

DestaqueGeral

Goiânia investe em tecnologia e novas modalidades de bilhetes para melhorar sistema de transporte público coletivo

Foto: Secom
Goiânia investe em tecnologia e novas modalidades de bilhetes para melhorar sistema de transporte público coletivo, e sistema passa por reestruturação, desde dezembro de 2021: serviços e entregas já efetivados contemplam pagamento por cartão de crédito e débito por aproximação, Bilhete Único e Passe Livre do Trabalhador

Sistema passa por reestruturação, desde dezembro de 2021, e contará com sete modalidades de bilhetes para garantir economia e redução no tempo das viagens. Entregas e serviços já efetuados contemplam pagamento por cartão de crédito e débito por aproximação, Bilhete Único e Passe Livre do Trabalhador. “Objetivo é melhorar, cada dia mais, a tecnologia a serviço do usuário, facilitar e democratizar o acesso ao sistema”, ressalta prefeito Rogério Cruz

Desde a aprovação da Lei Complementar 169, de 29/12/21, que trata da reformulação do transporte coletivo de Goiânia e Região Metropolitana, pacote de serviços à população virou realidade para os usuários do transporte público coletivo. De acordo com o prefeito de Goiânia, Rogério Cruz, “Objetivo é melhorar cada dia mais a tecnologia a serviço do usuário, facilitar e democratizar o acesso ao sistema”.Os benefícios começaram em dezembro de 2021, com a possibilidade de pagamento por cartão de crédito e débito por aproximação, modalidade que se tornou um dos principais meios de pagamento para quem utiliza o transporte público. “Facilita o dia a dia dos goianienses e dos visitantes que precisam utilizar o serviço. Basta aproximar o cartão no validador que a catraca é liberada”, destaca o prefeito Rogério Cruz.

A tecnologia embarcada no transporte público da capital e Região Metropolitana é a mais moderna do país. Ela permite a biometria facial, destinada a idosos, deficientes e estudantes, assim como a recarga de créditos no cartão Sitpass a bordo dos veículos. Está prevista, ainda, a implementação da compra e pagamento de viagens pelo WhatsApp e QR Code embarcado, solução tecnológica inédita no país.

Em fevereiro de 2022, foi realizada reunião da Câmara Deliberativa do Transporte Coletivo (CDTC). O encontro, que antes era marcado pela deliberação do aumento tarifário, desta vez definiu, com implantação imediata, nova política de tarifa flexível que permite a criação de diversos produtos tarifários, uso de bilhetes digitais e cartões eletrônicos de embarque, facilitando o acesso dos usuários ao sistema, e integração de vários modais de transporte.

Com esta nova política de tarifa flexível, os meses de março e abril marcaram o lançamento do Bilhete Único, modalidade que mudou completamente a rotina dos usuários do transporte público. Após 30 dias de uso, o Bilhete Único atingiu a meta esperada para seis meses, com quase 20% dos usuários já integrados à modalidade.

A segunda e a terceira reunião da CTDC, realizadas entre março e abril, foram marcadas pela autorização da utilização de veículos com motores de propulsão elétrica entre as especificações de ônibus voltados a atender ao Eixo Anhanguera e extensões, outro marco para os usuários do transporte público coletivo de Goiânia e Região Metropolitana.

Em maio, foi lançado o Passe Livre do Trabalhador, que, devido à alta procura por parte das empresas, teve data de adesão adiantada do dia 13 para o dia 11 de maio.

Novas ações

O sistema de transporte público coletivo contará com sete novos bilhetes no total, que vão contemplar famílias, viagens curtas, setor produtivo, e gerar o que todos esperam: economia e redução no tempo das viagens. Além do Bilhete Único e o Passe Livre do Trabalhador, que já foram disponibilizados aos usuários, estão previstos para os próximos meses o lançamento dos seguintes cartões: Cartão Família (para que até cinco pessoas embarquem com tarifa única aos finais de semana), Bilhetes Um Dia e Uma Semana (aquisição de bilhetes diário e semanal), Cartão-Pós-Pago, Bilhete Meia-Tarifa.

“Caminhamos para tornar o custo do transporte mais justo por meio da nova modalidade de tarifação, renovação e ampliação da frota”, aponta Rogério Cruz, ao frisar que a otimização da mobilidade urbana e integração metropolitana do transporte coletivo faz parte de seu plano de governo, e que as melhorias colocadas em prática representam o cumprimento desse compromisso.

Outros serviços e entregas também estão no projeto de reestruturação do transporte público coletivo, como: aquisição de nova frota, novo Eixo Anhanguera, novo Eixo Norte-sul, e novos serviços complementares sob demanda, como o CityBus 3.0; serviço de bicicletas compartilhadas conectado aos terminais de integração; além de um programa de implantação, reforma e manutenção de abrigos em pontos de parada de ônibus de toda Nova RMG.

 

 

 

Fonte: Companhia Metropolitana de Transporte Coletivo (CMTC)
Prefeitura de Goiânia

 

Deixe um comentário