Latest Posts

- Advertisement -
Click News

Latest Tweets

DestaqueGeralMeio Ambiente

Goiânia inaugura a Central de Logística Reversa nesta sexta-feira, 19

Foto: Divulgação

Cidade é a 10ª capital brasileira a implementar o projeto que visa o descarte sustentável do lixo eletrônico

 

A Prefeitura de Goiânia, por meio da Agência Municipal de Meio Ambiente (Amma) e a Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg), inaugura, nesta sexta-feira (19/11), às 11h, a Central de Logística Reversa. A ação, desenvolvida em parceria com a Agência Nacional do Meio Ambiente, visa o descarte correto do lixo eletrônico. O evento conta com a presença do prefeito, Rogério Cruz, presidentes da Amma, Luan Alves, e da Comurg, Alex Gama.

O ciclo da logística reversa consiste na reciclagem dos componentes após o descarte do lixo eletrônico, permitindo que eles retornem à indústria para serem transformados em novos aparelhos. Aquilo que não puder ser reciclado é descartado da forma correta.

Goiânia é a 10ª capital no Brasil a implantar a Central de Logística Reversa e a primeira da região Centro-Oeste. A implantação segue o mapeamento realizado nos últimos meses em relação à coleta seletiva, objetivando o aprimoramento da prestação do serviço. O novo plano de gerenciamento considerou os bairros atendidos e a quantidade de material produzido em cada região.

Para otimizar a operacionalização, também está em andamento o projeto de implantação do distrito industrial de recuperação e reuso de materiais recicláveis, que será instalado nas proximidades do aterro sanitário.

“É uma honra inaugurarmos a Central de Logística Reversa justamente no dia em que realizaremos um evento histórico, o ArborizaGyn, que pretende plantar 50 mil mudas de árvores nativas do Cerrado. São ações conjuntas que colaboram para o desenvolvimento do Meio Ambiente na nossa capital”, explica Luan Alves, presidente da Amma.

O presidente da Comurg, Alex Gamma, afirma que “a logística reversa é mais um instrumento de desenvolvimento econômico, social e ambiental, somado às outras ações que a Prefeitura vem fazendo, visando ao reaproveitamento e preservação do meio ambiente urbano”.

O prefeito Rogério Cruz ressalta a importância do projeto que preza pela sustentabilidade. “A capital já é destaque na coleta seletiva, ocupando o 3º lugar no cenário nacional. Sem falar nas ações importantes de arborização, como o ArborizaGyn, o maior plantio de árvores nativas da história da cidade”, contextualiza.

Segundo ele, “com o sistema de logística reversa para eletroeletrônicos, há o cuidado com esse tipo de material, permitindo que ele retorne à cadeia produtiva ou, na impossibilidade de reciclagem, o descarte correto”. Cidade inteligente é aquela que promove o desenvolvimento sustentável e o respeito ao meio ambiente”.

A Central de Logística Reversa fica na Av. T-14, Qd S9-A, Lt 09, Setor Bela Vista (antigo prédio da Secretaria Municipal de Trânsito – atual SMM).

Fluxo operacional da Central de Logística Reversa

O fluxo operacional começa pela coleta porta a porta conforme cronograma a ser divulgado pela Comurg. O material recebido, então, vai passar por triagem e, em seguida, encaminhado à Central. O goianiense também pode encaminhar o material para um dos quatro ecopontos da capital, que agora passam a receber produtos eletroeletrônicos e eletrodomésticos. Os ecopontos estão localizados nos seguintes endereços:

  • Ecoponto Guanabara: Rua GB-5 c/ Rua GB-6, Jardim Guanabara II
  • Ecoponto Faiçalville: Av. Nadra Bufaiçal c/ Av. Madri APM, Setor Faiçalville
  • Ecoponto Jardim São José: Rua Frei Nazareno Confaloni c/ Rua Irmã Maria Bernarda, Jardim São José
  • Ecoponto Campos Dourados: Rua São João Del Rei APM 07, Res. Campos Dourados.

Número que pode aumentar. Segundo Alex Gamma, presidente da Comurg, Goiânia terá 16 ecoponto até o próximo ano. “Porém, até o final da gestão do prefeito Rogério Cruz, serão ao menos 38 pontos a mais que receberão material reciclável”, afirma.

Outra forma de entrega do material é pelo agendamento do serviço de coleta dos produtos eletroeletrônicos e eletrodomésticos. O atendimento é gratuito e pode ser agendado pelo telefone (62) 3524-8555 ou aplicativo Prefeitura 24 horas (aba de serviços Cata-Treco).

 

 

Por Silvio Soũls, editoria de Urbanização e Nayane Gama, editoria de Meio Ambiente

Deixe um comentário