Alô PrefeitoDestaque

Goiânia deve perder R$ 623 milhões por causa do coronavírus em 2020

Prefeito Iris diz que mais de R$ 623 milhões podem deixar de entrar nos cofres públicos de Goiânia como efeito econômico da crise provocada pela pandemia (Foto: Prefeitura de Goiânia)

Município já sente reflexos da pandemia com decréscimos nos impostos de abril e indícios de perdas ainda maiores em maio. Iris afirma vai encerrar mandato com contas em dia

 

O município de Goiânia deve perder R$ 623 milhões por causa da pandemia causada pelo coronavírus em 2020. Os dados referem-se à demonstração e avaliação do cumprimento das metas fiscais relativas ao primeiro quadrimestre deste ano. O Prefeito Iris Rezende (MDB) esteve nesta segunda-feira (1/6) na Câmara de Goiânia para a prestação de contas relativas e afirmou que vai encerrar o mandato com as contas em dias em razão da economia feita pelo governo em anos anteriores.
Segundo o relatório, o município já sente os reflexos da pandemia com decréscimos nos impostos em abril e indícios de perdas ainda maiores em maio. A Secretaria Municipal de Finanças (Sefin) informou que mais de R$ 623 milhões devem deixar de entrar nos cofres públicos neste ano.

Apesar disso, o líder do governo, Welington Peixoto (MDB), afirmou que a economia com novas reduções de despesas durante a pandemia na gestão de Iris segurou as contas públicas. “A prefeitura conseguirá arcar com seus compromissos. E as obras continuam, porque o orçamento já estava reservado”, disse.

“Fechamento total do comércio tem sido um desastre para nossa economia”

O prefeito Iris Rezende declarou que o fechamento total do comércio tem sido um desastre para a economia. Conforme a Sefin, em abril, a prefeitura de Goiânia teve redução de 35% na arrecadação do IPTU. Foram R$ 47,2 milhões em 2019 contra R$ 30,7 milhões, neste ano. A expectativa era de R$ 52 milhões de ISS, por sua vez, recuou 26,11%, com queda de R$ 17,2 milhões na arrecadação. O ISTI, teve perdas 44,36% (R$ 5,1 milhões).

Ainda, segundo o relatório, o prejuízo do Tesouro Municipal chega a R$ 57,2 milhões em apenas um mês. São -24,13% em relação ao ano passado e -40,30% em relação as projeções deste ano: R$ 121,4 milhões de danos. Os dados apontam que os quatro primeiros meses apresentam saldo positivo e que a análise do desempenho fiscal de Goiânia entre os meses de janeiro e abril aponta um superávit orçamentário de R$ 303,6 milhões e também um superávit primário de R$ 199,6 milhões. O que quer dizer que a apuração abarcou o período pré-crise, que foi de janeiro até parte de março, e nele está justamente os dois primeiros meses do ano, que têm picos de arrecadação por causa dos vencimentos, dos pagamentos à vista do IPTU e ITU.

Da Redação do Click News

Deixe uma resposta