Latest Posts

- Advertisement -
Click News

Latest Tweets

ArteCidadesCulturaDica

Feira expõe artesanato feito por pessoas com deficiência intelectual, em Goiânia

A Prefeitura de Goiânia promove nesta quarta-feira (23) a 1ª Feira Cultural e Social de Pessoas com Deficiência Intelectual. O evento acontece no Centro Livre de Artes, localizado no Bosque dos Buritis e terá exposição de artesanatos, espaço de alimentação e apresentações culturais feitas por pessoas com algum tipo de deficiência intelectual. Toda programação é gratuita e aberta ao público.

Durante a feira, o público poderá conhecer o trabalho feito por várias instituições, como a Associação de Pais e Amigos de Excepcionais (Apae), Centro de Reabilitação e Readaptação Dr. Henrique Santillo (Crer) e Instituto Pestalozzi, e até comprar os artesanatos expostos. Também haverá um espaço gourmet, com venda de alimentos preparados pelas próprias instituições e seus frequentadores. O dinheiro será revertido para as próprias instituições.

“A deficiência intelectual é deixada de maneira invisível na sociedade. Muitos acham que essas pessoas são incapazes de fazerem as mais diversas atividades. E, com essa feira, queremos mostrar que elas conseguem se desenvolver, aprender certas coisas”, explicou o superintendente dos Direitos das Pessoas com Deficiência Física e Mobilidade Reduzida, Antônio José Ferreira.

No espaço também haverá atendimento básico de saúde, como medição de pressão, para toda a população, além da distribuição de panfletos conscientizando sobre a deficiência intelectual. A expectativa é que cerca de 300 pessoas que frequentam as instituições de apoio participem da feira, além da população em geral.

Serviço

1ª Feira Cultural e Social de Pessoas com Deficiência Intelectual
Data: 23 de agosto
Horário: das 8h às 17h
Local: Centro Livres de Arte, localizado no Bosque dos Buritis, Setor Oeste.

Artesanatos produzidos por deficientes é comercializado em feira, em Goiânia (Foto: Vitor Santana/G1)

             Artesanatos produzidos por deficientes é comercializado em feira, em Goiânia (Foto: Vitor Santana/G1)

Por Vitor Santana, G1 GO

Deixe um comentário