Latest Posts

- Advertisement -
Click News

Latest Tweets

DestaqueInternacional

Facebook e Instagram são proibidos na Rússia por ‘extremismo’

(Foto: Divulgação)

Redes sociais da Meta estão indisponíveis no país por autorizarem postagens defendendo violência contra os russos no contexto da guerra na Ucrânia

 

Um tribunal de Justiça da Rússia determinou o banimento do Facebook e do Instagram no país depois de enquadrar a Meta, empresa dona das plataformas, como “extremista”. As informações são da agência de notícias Tass. Moscou já havia limitado o Facebook por restringir o acesso ao noticiário produzido por veículos pró-Rússia. Na ocasião, o órgão regulador definiu a postura da Meta como um tipo de censura.

O Instagram também havia sido bloqueado quando a Meta informou que permitiria que os usuários publicassem conteúdo que incitasse violência contra o presidente Vladimir Putin ou contra as tropas russas. Na semana passada, a empresa recuou e proibiu postagens que fizessem apologia da morte de chefes de Estado como o próprio Putin ou o ditador da Belarus, Aleksandr Lukachenko.

Ao classificar as plataformas de extremistas, a Justiça russa atende a um pedido da Procuradoria-Geral do país e abre a possibilidade de proibir todas as suas atividades no país. O WhatsApp, que também pertence à Meta, não foi afetado pela medida.

Controle de informações e redes sociais na Rússia

Neste momento, a Rússia já mantém bloqueadas em seu território redes sociais como Instagram, Facebook e Twitter e inúmeros sites de veículos estrangeiros ou russos críticos ao governo.

Desde o início da invasão da Ucrânia em 24 de fevereiro, o governo russo reforçou consideravelmente seu controle sobre a informação difundida na internet, um dos últimos espaços de livre expressão no país.

Deixe um comentário