Latest Posts

- Advertisement -
Click News

Latest Tweets

DestaqueSaúde

Estudo revela que poucas horas de sono podem agravar chances de demência

© Shutterstock

O hospital Brigham and Women’s, de Boston, nos Estados Unidos, realizou recentemte um estudo que aponta que dormir menos de cinco horas pode duplicar as probabilidades de desenvolver demência, em relação às famosas sete a oito horas. Segundo o estudo, citado pelo The Sun, quem sofre de insônias também está em risco. Para os pesquisadores noites mal dormidas fazem com que o cérebro não tenha tempo de eliminar os níveis de Beta-amiloide  em excesso no cérebro. Em função disso, uma proteína fibrosa tóxica leva à perda progressiva de neurônios.

Foram estudados participantes com uma idade média de 76 anos, e se identificou uma ligação entre as perturbações do sono, o dobro do risco de incidência de demência e mortalidade por todas as causas durante os próximos quatro a cinco anos, aponta o principal autor do estudo, Charles Czesiler. Para o responsável, os dados da investigação reforçam “a importância do sono para a saúde do cérebro”, pelo que alerta para a necessidade de mais estudos sobre a eficácia da melhoria do sono, do tratamento das perturbações do sono, o risco da doença de Alzheimer e de mortalidade.

É importante lembrar que a demência é um termo genérico utilizado para designar um conjunto de doenças, como o Alzheimer, que se caracterizam por alterações cognitivas que podem estar associadas a perda de memória, alterações da linguagem e desorientação no tempo ou no espaço. Para a maioria não existe tratamento e também não há uma forma definitiva de prevenir a demência.

 

 

Da Redação do Click News
Mariana
the authorMariana

Deixe um comentário