DestaqueGeral

Estudante vai para a porta de casa para pegar a internet do vizinho e poder estudar, na cidade de Goiás

Estudante vai para a porta de casa para pegar a internet da vizinho e estudar, na cidade de Goiás — Foto: Arquivo pessoal/Maira Brito Silva

Morador ainda empresta o notebook para Maira Brito Silva, de 14 anos, fazer as atividades e provas durante o período de suspensão das aulas presenciais por causa da pandemia.

 

Uma estudante de 14 anos enfrenta todos os dias um desafio para conseguir fazer as atividades escolares, na cidade de Goiás, durante o período de suspensão das aulas presenciais por causa do coronavírus. De segunda a sexta-feira, Maira Brito Silva passa pelo menos cinco horas na porta de casa para pegar a internet do vizinho e estudar. O colega também empresta o notebook, já que a adolescente não tem.

“Aqui em casa não tem internet. Eu fico pegando da casa do meu vizinho, que também é meu amigo. Mas isso se torna muito constrangedor, porque, apesar de ele ser meu amigo, eu estou lá para pegar internet”, revela.

Maira cursa o 8º ano na unidade João Augusto Perilo, do Colégio Militar. Todos os dias, de 13h às 18h, ela estuda na porta de casa. Segundo ela, a escola está passando muitas atividades e muitas provas, o que aumenta a dificuldade para a adolescente devido à falta de recursos.

“A escola está passando muitas atividades e, além das atividades, tem as provas, que são muitas e que realmente precisa de uma internet boa, senão o aplicativo não abre”, contou.

A assessoria da Polícia Militar, responsável pelo colégio,  informou, em nota, que soube do problema  e que vai tomar medidas “de maneira imediata” para que nenhum dos alunos passe por dificuldades no acesso às atividades.

A PM esclareceu ainda que a instituição “não medirá esforços para manter o padrão elevado de ensino, mesmo diante das dificuldades momentâneas pela qual atravessa o mundo”.

Maira mora com a bisavó, Eva Rodrigues de Brito, de 69 anos, pois a mãe vive na fazenda onde trabalha.

Fonte: G1 GO

Deixe uma resposta