DestaqueLockdown em Goiás

Caiado propõe fechamento alternado de 14 em 14 dias para conter pandemia

(Foto: Governo de Goiás)

Proposta tem objetivo de permitir que o sistema público de saúde absorva os doentes por covid-19. Lockdown alternado poderá salvar ao menos 10 mil vidas, diz estudo da UFG

 

O governador Ronaldo Caiado propôs o fechamento alternado do comércio e demais atividades econômicas nos estados como medida essencial para conter o avanço da Covid-19 no Estado. De acordo com estudos da Universidade Federal de Goiás, a medida apresentada consiste no fechamento dos segmentos econômicos por períodos alternados de 14 dias, com abertura por outros 14 dias, isso, até o mês de setembro próximo.

Segundo pesquisa da UFGGO, esse lockdown alternado, associado a medidas de rastreamento de contatos, que consistiria na identificação, isolamento social e monitoramento dos infectados, evitando assim que esse portador do coronavírus transmita o vírus para mais pessoas, poderia salvar até 10.283 pessoas em Goiás. A informação foi dada pelo próprio governador em videoconferência com representantes dos três poderes e prefeitos dos municípios goianos.

Ainda segundo o estudo, se o isolamento social em Goiás continuar no nível do atual momento, algo em torno de 34%, serão necessários cerca de dois mil leitos de UTI para atender a demanda de infectados por Covid-19 no Estado, número muito distante da realidade.

Adotando-se o fechamento intermitente por períodos de 14 dias, a estimativa é que os óbitos por Covid-19 em Goiás sejam reduzidos em até 61,5%. Já com o isolamento social 14 x 14, somado à medida de rastreamento de contato, a previsão é que a redução do número de mortes alcance 76,5%.

Deixe uma resposta