Latest Posts

- Advertisement -
Click News

Latest Tweets

DestaqueGeral

Cachorro fica preso em grade de córrego durante correnteza; veja vídeo

(crédito: Redes Sociais)

Animal passou momentos de desespero ao tentar se salvar da enxurrada em Três Pontas e só conseguiu sair do local depois que água abaixou

 

Uma forte chuva atingiu Três Pontas, no Sul de Minas, nesse domingo (12/12). A força da água invadiu comércios e casas. Um dos pontos atingidos foi a Avenida Oswaldo Cruz, que corta a cidade. O vídeo de um cãozinho tentando se salvar, segurando-se na grade do córrego repercutiu bastante nas redes sociais.

Imagens de ruas alagadas na cidade foram muito compartilhadas, inclusive o vídeo do pequeno animal. A cena é impressionante e dá para notar o desespero do cachorro com a força da água.

Em certo momento, ele tenta se equilibrar em cima da grade, mas é empurrado pela enxurrada. Mesmo assim, consegue agarrar o cerco novamente. “Tadinho! Fica quieto aí totó. Se cair pra cá, você está morto!”, diz homem nas imagens.

O vídeo repercutiu nos grupos das redes sociais e logo em seguida, moradores informaram que a chuva abaixou e o cachorro conseguiu se salvar. Ainda de acordo com os moradores, o animal é de rua.

A esposa do homem que gravou o vídeo e não quis se identificar, contou por telefone que precisou excluir as redes sociais após ataques de moradores dizendo que o casal deveria ter ajudado o cachorro a se salvar. “Tive que excluir meu facebook pelas ofensas que vêm causando pra mim e meu esposo. Durante a chuva, a gente viu o cachorro da janela e virou isso aí”, diz.

Maria Bernardes tem um salão bem em frente onde tudo aconteceu e achou um absurdo o que fizeram com o casal que gravou a imagem. “O córrego é muito fundo. Em vídeo não dá pra ter a noção. Quem não mora aqui, não sabe o que é essa enchente. Achei um absurdo o pessoal acusando o casal e preocupado só com o cachorrinho. O povo também esqueceu dos estragos que a água vem fazendo há muito tempo. Não queria mal ao cachorrinho, porque eu tenho duas cachorras adotadas”, explica.

A cabeleireira ressalta que esse problema com água acontece há muitos anos e a prefeitura não dá suporte. “Estou aqui lavando a terra. Meu salão é branquinho e precisei lavar até a rua, porque a prefeitura não faz nada. Só lavam a policlínica”, diz.

Estragos

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o temporal durou pouco mais de meia hora. A água invadiu casas e comércios da cidade. Imagens dos estragos também foram compartilhadas. Uma moradora mostra o forro da casa quase cedendo. “Está chovendo mais dentro de casa do que fora”, preocupa.

Os militares foram até a casa de uma família que precisou ser desalojada. Segundo os bombeiros, a água da chuva atingiu a altura de 40 centímetros. Além disso, duas árvores caíram no bairro Santa Edwirges.

“As equipes estão fazendo a limpeza das ruas e dando suporte as pessoas atingidas. Os estragos foram bem menores comparados com a chuva do ano passado”, diz assessoria de imprensa.

 

 

Por Camilla Dourado - Especial para o Estado de Minas

Deixe um comentário