Latest Posts

- Advertisement -
Click News

Latest Tweets

DestaquePolítica

Alego relembra criação do Estado do Tocantins em postagem semanal

A Assembleia Legislativa de Goiás  – Alego, em série semanal, relembrou, na última postagem, como foi a luta pela criação do estado do Tocantins, cujo território pertenceu, até o ano de 1989, ao Norte goiano. Henrique Santillo (MDB), governador à época, apoiou o movimento.

O desmembramento só foi possível com a promulgação da oitava Constituição Brasileira, mas a luta por um estado independente começou bem antes, ainda no século 19. Em 1821, o representante da corte portuguesa na Comarca do Norte, Teotônio Segurado, chegou a proclamar o governo autônomo do Tocantins, mas com sua morte, em 1831, o movimento perdeu força.

Na primeira metade do século seguinte, o brigadeiro Lysias Augusto Rodrigues defendeu a revisão territorial do Brasil e a criação do território federal do Tocantins. Já em 1956, o juiz Feliciano Machado Braga, com grande apoio popular e das classes política e empresarial, lançou, em Porto Nacional, o 1º Manifesto à Nação pela Criação do Estado do Tocantins.

A partir de 1970, a bandeira da criação do novo estado ganha força no Congresso Nacional, com a eleição de José Wilson Siqueira Campos para a Câmara dos Deputados. Anos depois, Siqueira Campos se tornaria o primeiro governador do Tocantins.

Com o movimento fortalecido, as resistências foram sendo quebradas e, aos poucos, a ideia da divisão do estado de Goiás se cristalizou. O então governador do estado à época, Henrique Santillo, curvou-se à vontade popular e declarou: “O povo nortense quer o estado do Tocantins. E o povo é o juiz supremo. Não há como contestá-lo”.

Após a promulgação da Constituição Federal, em 1988, que sacramentou a criação do novo estado, os municípios que compunham o então Extremo Norte goiano passaram, oficialmente, para o Tocantins. Também foi assinado decreto para alterar o nome de algumas cidades. O termo “do Norte” foi substituído para “do Tocantins”. Foi o caso  das cidades de Miracema, Paraíso e Aurora, que passaram a se chamar Miracema do Tocantins, Paraíso do Tocantins e Aurora do Tocantins.

Em entrevista à TV Alego, em 2017, o ex-deputado estadual José Edmar de Brito Miranda (PMDB), que também foi um dos defensores da divisão, relembrou como a população foi beneficiada pelo novo estado. “Para a população do Norte do estado foi um grande avanço e para Goiás também foi. Toda a estrutura de governo estava aqui, em Goiânia, e o Norte era muito carente de tudo, em um período em que o orçamento era muito reduzido.”

O Estado do Tocantins foi instalado oficialmente em 1º de janeiro de 1989, na cidade de Miracema do Tocantins, capital provisória. Os deputados, o governador e o vice-governador foram empossados na mesma data. Já os deputados federais e os senadores tomaram posse no Congresso Nacional em 1º de fevereiro de 1989. Em 1° de janeiro de 1990, a capital planejada, Palmas, passa a ser a capital definitiva do Tocantins

Nascido de GoiásCampanha História da Alego lembra divisão do estado para a criação do Tocantins, em 1988.

 

 

 

Da Redação do Click News
Mariana
the authorMariana

Deixe um comentário